Loader
ambiente

Como o calor pode influenciar na sua conta de luz?

03 / 02 / 2021 Curiosidades

Estamos na estação mais quente do ano, o verão. Concomitante a isso, 2020 foi o segundo ano mais quente da história, igualando-se com 2016. Ano passado, a temperatura média da terra ficou 1,25°C mais quente em relação à era pré-industrial. Isso faz da década de 2011-2020, a mais quente já registrada nos últimos séculos. Mas como esse aumento de temperaturas, seja pela estação ou mudança climática, afeta a conta de luz?

Recorrer ao ar condicionado para se refrescar no calor é um dos hábitos mais comuns durante os meses de dezembro, janeiro, fevereiro e março. Entretanto, engana-se quem pensa que apenas o uso mais frequente desse aparelho é o único responsável pelo preço salgado das faturas de energia elétrica.

Verão também é sinônimo de férias escolares, crianças em casa. Na pandemia, esse cenário tem sido mais comum ao longo de todo o ano. Mas outros hábitos também pesam para a conta ficar mais pesada, como uso de ventiladores, maior número de abertura da geladeira, banhos mais frequentes e lavagem de roupas mais comum. Soma-se a isso os aumentos superiores a 10% nas contas de energia nos últimos anos, baixo volume de chuvas e bandeiras tarifárias.

Quanto cada equipamento representa na conta de luz?

  • Geladeira: um dos maiores vilões das contas de luz, responsável por 30% da energia consumida em uma família; passa ligada 30 dias por mês, 24 horas por dia. Uma geladeira de tamanho médio, com cerca de 300 litros de tamanho gasta o equivalente a R$50,00 por mês. Procure otimizar ao máximo o espaço da geladeira, evite colocar alimentos quentes e abra somente quando necessário.
  • Ventilador:  se este for ligado durante 8 horas todos os dias do mês, um único aparelho pesa R$13,00 a mais na conta. Abra portas e janelas, isso pode ser mais efetivo que utilizar o próprio ventilador.
  • Ar condicionado: esse, se ligado durante 8 horas, ao longo de 30 dias, reflete um aumento de R$160,00 por aparelho. Considerando um de 9.000 BTUs. Equipamentos com a tecnologia inverter podem ser até 60% mais econômicos, bem como um grau a menos representa um consumo 7% maior de energia.
  • Máquina de lavar roupas: para uma máquina de 9kg, ligada durante 6 horas em uma vez na semana, equivale a um aumento de R$25,00 na conta. Procure juntar o máximo de roupas para minimizar o número de lavagens.
  • Chuveiro: se usado uma hora por dia, gasta em média R$89,00 reais por mês na posição verão, se usado na posição inverno o gasto aumenta para R$140,00.

Variações podem ocorrer em diferentes regiões do país, conforme a concessionária de energia, ICMS cobrado e modelo e potência de aparelhos utilizados. É importante entendermos que não é preciso passar calor, basta usarmos com inteligência os equipamentos para uma conta de luz sem sustos.

Compartilhe esse conteúdo com mais pessoas e assine nossa newsletter para receber as novidades!

 

Fontes:

https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Meio-Ambiente/noticia/2021/01/2020-empata-com-2016-como-o-ano-mais-quente-da-historia-aponta-relatorio.html

https://www.agepan.ms.gov.br/calor-excessivo-faz-aumentar-consumo-de-energia-e-requer-cuidados-para-economizar/

https://www.folhavitoria.com.br/economia/noticia/12/2019/temperatura-e-energia-mais-altas-saiba-como-evitar-as-surpresas-na-conta

https://www.terra.com.br/noticias/dino/aumento-de-conta-de-luz-no-verao-e-a-relacao-com-o-ar-condicionado,d2116fca730591d5819a3835adb7c9ea0xsrhnts.html

 


QUAL SOLUÇÃO AMBIENTAL
SUA EMPRESA ESTÁ PROCURANDO?

Ver todo o catálogo de produtos

Outros conteúdos

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo!