Loader
ambiente

Cinco produtos do nosso cotidiano que podem afetar o meio ambiente.

23 / 10 / 2020 Curiosidades

A preocupação com o meio ambiente e com a saúde humana são temas muito atuais em nosso cotidiano, e muitas vezes estão interligados. 

A saúde humana depende do equilíbrio ambiental e da sua conservação, por vezes acabamos consumindo produtos e alimentos que fazem bem para nossa saúde, mas que são danosos ao meio ambiente.

Veja alguns exemplos:

Pílula anticoncepcional – uma das maiores revoluções da medicina no século XX, a pílula ajudou a controlar o crescimento da população mundial nas últimas décadas e facilitou o planejamento familiar.

Um estudo realizado em 2016, por pesquisadores suecos, demonstrou que hormônio etinilestradiol (EE2), uma versão sintética do estrogênio encontrado nos contraceptivos estava causando efeitos adversos na população de peixes, principalmente mudanças genéticas em algumas espécies de importância econômica, como salmões e trutas.

A pesquisa concluiu que a exposição ao hormônio causa dificuldades para a reprodução das espécies e que correm o risco de desaparecimento de populações de peixes e danos maiores ao ecossistema.

Abacate – embora seja uma ótima fonte de gordura monoinsaturada e vitaminas  E, A, B1, B2, o cultivo da fruta traz grande pressão sobre a demanda dos recursos hídricos. A organização Water Footprint Network estima que para a produção apenas um abacate, são necessários mais de 270 litros de água.

Abacaxi – uma fruta igualmente saborosa e muito apreciada em países de clima tropical, a fruta que é produzida por uma espécie de bromélia.

A produção do abacaxi ocorre em zonas tropicais e subtropicais do mundo, coincidentemente são as regiões com a presença de florestas em nosso planeta e seu cultivo geralmente é associado à destruição de áreas florestadas.

Na Costa Rica, um dos maiores produtores da fruta, a Federação de Conservação da Costa Rica associa o cultivo do abacaxi com a derrubada de extensas áreas de vegetação nativa, com grande impacto ao meio ambiente.

Xampu – o xampu em si não é prejudicial ao meio ambiente ou para a saúde humana, mas um dos seus componentes, o azeite de dendê. No xampu ele é usado como condicionador. É um dos óleos vegetais mais usados na atualidade, sendo aplicável na produção de produtos de limpeza, fabricação de chocolate, sorvete, pão e biscoito.

Em 2018, a WWF (World Wide Fund for Nature), organização de conservação da natureza, alertou ao mundo sobre a destruição de florestas tropicais e turfeiras para a produção do óleo de palma. Tal forma de cultivo libera grandes quantidades de gases de efeito estufa na atmosfera, contribuindo para as mudanças climáticas.

Purificadores de ar  – o uso dos purificadores de ar não é prejudicial em si para a saúde humana, mas um dos seus componentes. Em geral, os purificadores de ar possuem uma substância química chamada limoneno, que atribui um cheiro cítrico aos produtos de limpeza.

O limonelo quando em contato com o ar pode reagir com o ozônio e produzir formaldeído, uma substância danosa para a saúde humana. A exposição prolongada ao formaldeído pode provocar doenças respiratórias, como a asma. Desde 2011 a substância é reconhecida como agente cancerígeno.

Em geral, os produtos e alimentos que consumimos não trazem prejuízo direto ao meio ambiente, mas a sua forma de produção que podem estar associadas a desmatamentos, uso de agrotóxicos, mudanças climáticas ou descarte de resíduos e efluentes.

Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/geral-54223238


Outros conteúdos

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo!