Loader
ambiente

Dia da Amazônia

05 / 09 / 2020 Fique por Dentro

Hoje, dia 05 de setembro, é comemorado o dia da Amazônia, maior floresta tropical do mundo.

Patrimônio natural da humanidade, declarado pela ONU, importante por sua regulação climática, absorção de carbono, recarga de mananciais hídricos e conservação da biodiversidade.

Conheça um pouco mais do maior bioma brasileiro.

Em 5 de setembro de 1850 foi criada a província do Amazonas, pelo então imperador do Brasil, Dom Pedro II. Desde então a data marca o momento de reflexão sobre a floresta tropical que abrange mais de 49% do território brasileiro.  

Conheça em números a biodiversidade e grandeza da floresta amazônica:

  • Está espalhada em 4,196.943 km²
  • Abriga 2.500 espécies de espécies de árvores (um terço de toda a madeira tropical do mundo
  • Cerca de 40.000 espécies de plantas;
  • O rio amazonas é o maior rio do mundo, lançando no oceano 175 milhões de litros d’água a cada segundo;
  • Vivem cerca de 1.300 espécies de aves e 300 mamíferos.

Apesar de toda essa importância na conservação de espécies de animais e plantas, da sua riqueza de água, ainda é muito explorada e a pressão humana é o principal fator para a destruição da floresta. Veja abaixo quais são as principais ameaças para a conservação da biodiversidade:

Queimadas – Dados do INPE (instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) mostram que o mês de agosto de 2020 foi o segundo mês com maior número de focos de incêndio na Amazônia em toda a história. No mês passado foram registrados 29.307 focos de incêndio no bioma, cerca de 5% acima da média histórica e atrás apenas de agosto de 2019, quando 30.900 focos de calor intenso, ano que a floresta amazônica teve os maiores números de incêndios da sua história.

Desmatamento – de longe a maior ameaça para a floresta tropical, o desmatamento desenfreado para conversão de áreas de mata em pastagens para pecuária, plantações de soja ou corte ilegal de madeira leva ao chão mais de 9,2 mil quilômetros quadrados de árvores nos últimos meses, o equivalente a seis vezes o tamanho da cidade de São Paulo. Os números mostram que o desmatamento aumentou 34% nos últimos meses e continua em franca subida, sem nenhum controle.

O desmatamento é o maior emissor de gases de efeito estufa do Brasil, colaborando para o aumento da temperatura global e interferência nos regimes de chuvas no Centro – Oeste, Sudeste e Sul.

Garimpo – A mineração ilegal é um dos maiores flagelos da Amazônia, os garimpos geralmente são localizados em áreas indígenas ou reservas ambientais, contribuem para o desmatamento e contaminação de rios com o despejo de metais pesados. Pesquisas do INPE mostram que em 2020, mais de 70% dos garimpos ilegais foram dentro de terras protegidas, o que coloca em risco o bioma e a biodiversidade.

Nas últimas semanas o Brasil anunciou que iria zerar as verbas para combate ao desmatamento na Amazônia.

Preservar a maior floresta do mundo garante equilíbrio climático, fornecimento de chuvas, serviços ambientais e potenciais usos de substâncias como medicamentos para as futuras gerações.


QUAL SOLUÇÃO AMBIENTAL
SUA EMPRESA ESTÁ PROCURANDO?

Ver todo o catálogo de produtos

Outros conteúdos

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo!