Loader
ambiente

Dia do Mar e do Combate aos Desastres Naturais

12 / 10 / 2020 Fique por Dentro

Poucas sensações são tão boas como um banho de mar em um dia quente de verão ou mesmo pular as 7 ondas na virada de ano.

O mar está intimamente associado ao nosso cotidiano, seja pelo ar que respiramos, por alimentos que comemos ou pela influência em nosso clima. Reconhecendo essa importância, no dia 12 outubro é celebrado o Dia Nacional do Mar, em alusão à data que foi marcada pela Convenção das Nações Unidas como o dia para o Direito do Mar.

Quais os benefícios dos mares e oceanos em nossa vida?

  1. Produção de oxigênio – mais de 50% do oxigênio que respiramos vem de algas marinhas.
  2. Fornecimento de alimento – a pesca marinha produz anualmente cerca de 170 milhões de toneladas de peixe para consumo. Em 2030, é esperado que esse número chegue aos 201 milhões de toneladas.
  3. Influencia no regime de chuvas – a água que evapora dos oceanos é transportada por ventos e pode influenciar as chuvas do continente, como na Amazônia.

Dia mundial de prevenção aos desastres naturais

O mesmo dia também é marcado por um momento de reflexão quanto ao combate aos desastres naturais. Data que foi instituída pela Assembleia Geral das Nações Unidas como marco para pensarmos que em diferentes intensidades, os desastres naturais podem comprometer cidades inteiras, colocar em risco a população humana e também populações de animais e plantas.

Um dos maiores impactos sentidos nos mares é o aumento do nível dos oceanos. No ano de 2019, o nível médio dos mares ao redor do mundo ficou 87,6 mm acima da média do início dos anos 1990. Pode parecer pouco, mas poucos metros podem colocar em risco milhões de pessoas ao redor do planeta, inundar várias cidades e causar enorme prejuízo econômico.

Além do aumento do nível do mar, a temperatura média da água vem aumentando ano a ano. Em 2019 a temperatura média do mar foi a segunda mais alta, perdendo apenas para 2016, o ano de temperatura mais alta, influenciada pelo fenômeno El Niño. Quanto mais alta a temperatura do oceano, maior o número de tempestades tropicais e furacões e áreas litorâneas. 

Um estudo realizado no ano de 2018 calculou que se mantidos os padrões de derretimento do gelo das calotas polares e o aumento do nível do mar, até o fim desse século, mais de 2,4 milhões de casas estariam sob o risco de serem engolidas pelo mar, somente no litoral norte americano, causando prejuízos de 1 trilhão de dólares.

Tudo que fazemos ao nosso planeta está interligado e as consequências aparecem em diferentes localidades e em diferentes formas.

Nossa maior batalha nas próximas décadas será contra as mudanças climáticas, que refletem diretamente nos mares, disponibilidade de alimento, clima e desastres naturais.

 

Outros conteúdos

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo!