Loader
ambiente

A camada de ozônio está em processo acelerado de recuperação.

19 / 05 / 2020 Fique por Dentro

Conforme um grupo de cientistas dos Estados Unidos, a camada de ozônio está se recuperando em ritmo acelerado, se comparado aos últimos anos. Os dados foram publicados em uma das maiores revistas de divulgação científica do mundo, a Nature, no início de 2020.

O que está acelerando esta recuperação?

Os pesquisadores apontam que o Protocolo de Montreal, acordo fixado por vários países em 1987, foi o responsável por essa diminuição. O tratado visa diminuir a liberação de substâncias nocivas na atmosfera.

O ozônio (O3) é um gás que protege o planeta e todas as suas formas de vida da radiação ultravioleta que vem do Sol. O ozônio está localizado em uma fina camada com concentração desse gás na estratosfera, entre 25 e 30 km de altura. No nível do solo o ozônio é tóxico, pode provocar chuvas ácidas além de agravar a poluição atmosférica.

Por que o Protocolo de Montreal funciona? 

Uma das principais substâncias nocivas à camada de ozônio é o clorofluorcarbono (CFC). Esse gás era amplamente utilizado para produtos de refrigeração e aerossóis. Após a assinatura do protocolo, tanto o CFC quanto os seus derivados foram amplamente banidos e substituídos por compostos mais brandos e tão eficientes, como o hidrofluorcarbonos (HFC) e perfluorcarbonos (PFC).

O maior buraco na camada de ozônio está localizado sobre o hemisfério Sul, principalmente sobre a Antártica e é acompanhado por cientistas há mais de 30 anos. Além de aumentar a exposição à radiação ultravioleta, essa diminuição também afetou correntes de ar no hemisfério sul e norte do planeta, que influencia as correntes oceânicas e por consequência o clima continental.

O tamanho do buraco na camada oscila conforme as estações do ano, desde o início dos anos 1980 não se registrava um tamanho tão pequeno quanto o registrado em 2019. Embora boas notícias, ainda precisamos continuar com os esforços, pois ainda não é possível estimar quando a camada vai estar totalmente recomposta.

É importante destacar que alguns países ainda não cumprem o Protocolo de Montreal, mesmo assim ele é considerado o acordo internacional com mais efetividade envolvendo vários países, visto o seu resultado e benefício a várias nações.

O Protocolo de Montreal deve ser seguido ao pé da letra, pois é a melhor forma para reverter os danos que já causamos e nos serve de aprendizado para buscarmos alternativas sustentáveis em nível global.

Acompanhe as redes sociais da Eco Response e vamos juntos contribuir para um planeta mais sustentável!


Outros conteúdos

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo!