Loader
ambiente

Você sabe quais os maiores riscos globais para a próxima década?

10 / 02 / 2021 Fique por Dentro

Se você fosse questionado a apontar qual o maior risco global para a próxima década, o que responderia? Falta de água, preço dos combustíveis, insegurança, riscos digitais, escassez de alimentos, desigualdade social crescente. Essa e outras são as principais respostas que nos vêm à cabeça quando paramos para pensar no assunto. 

Anualmente, economistas de todo o mundo se reúnem e publicam um documento intitulado como “Relatório de Riscos Globais”, produzido pelo Fórum Econômico Mundial, o qual traz uma visão sobre os maiores riscos para o planeta nos próximos 10 anos e nem estamos falando apenas de riscos econômicos. 

Pela primeira vez na história o relatório trouxe questões ambientais no topo da lista, seja em probabilidade de acontecerem ou por seu impacto causado. Quando o mercado econômico-financeiro mostra para todo o mundo que está cada vez mais atento às questões ambientais e sociais, essa visão tem que ser de todos os setores e países. 

Segundo o Fórum Econômico Mundial, os maiores riscos para o mundo nos próximos anos são

1. Eventos climáticos extremos; 

2. Falha em agir sobre as mudanças climáticas; 

3. Desastres ambientais causados pelo homem; 

4. Doenças infecciosas; 

5. Perda de biodiversidade.  

 

Já em quesitos de impacto, de relevância, temos 3 fatores ambientais entre os 5 primeiros

1. Doenças infecciosas; 

2. Falha em agir sobre as mudanças climáticas; 

3. Armas de destruição em massa; 

4. Perda de biodiversidade; 

5. Desastres naturais. 

Dentre os maiores riscos para a humanidade, é natural que doenças infecciosas estejam no topo da lista, visto que a pandemia de Covid-19 se arrasta por mais de 15 meses sem prazo para acabar. Mesmo as doenças infecciosas têm um fundo de degradação ambiental. Nos últimos 20 anos, 75% das novas doenças que atacam os humanos são zoonoses, com origem em animais silvestres ou domésticos, perda de biodiversidade, maior exposição à agentes que estariam isolados das populações humanas. 

Chama a atenção os temas de mudanças climáticas, desastres naturais, eventos climáticos extremos e falha em enfrentar esses eventos associados se repetirem. Isso faz com que esses assuntos ganhem sua devida importância. As mudanças climáticas são um fato consolidado e precisaremos lidar com elas, já passamos da fase de evitá-las, estamos empenhados em limitar o alcance desses desastres e como iremos enfrenta-las de forma resiliente.

A perda de biodiversidade também é ponto que reflete de forma repetida em ambos os rankings, o avanço sobre florestas, destruição de habitats, exposição a agentes infecciosos e mudanças climáticas estão interligadas num plano de fundo que resume a degradação ambiental que causamos. 

Precisamos refletir a curto prazo como impactamos o meio ambiente, como nossas atitudes refletem sobre a natureza. Também precisamos que empresas mudem seus horizontes, deixando de lado apenas a busca pelo lucro em curto e médio prazo, mas que sejam agentes de mudança de postura e que tenham atitudes concretas na busca pelo equilíbrio ambiental. 

 


QUAL SOLUÇÃO AMBIENTAL
SUA EMPRESA ESTÁ PROCURANDO?

Ver todo o catálogo de produtos

Outros conteúdos

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo!